Filme: Moana – Um Mar de Aventuras

Moana é a futura chefe de uma tribo em uma ilha onde ninguém tem o costume de entrar no mar. Porém, ele a escolheu para realizar uma missão muito maior: salvar a natureza da destruição total. Sua vó, a “maluca da tribo”, acaba revelando que, na verdade, seus antepassados eram navegadores, mas após o semideus Maui roubar o coração de Te Fiti (deusa que criou a vida) o mar se tornou um lugar perigoso e repleto de monstros e tudo que era vivo passou a virar cinzas. Essa destruição lentamente chegava a ilha que Moana teria de liderar. Com a pedra que representa o coração em suas mãos, ela embarca, mesmo sem saber navegar, em busca do semideus, acreditando que ele deve devolve-la à deusa.

Maui é extremamente narcisista e tem um visão bem diferente do que fez. Ele adora ser venerado como um herói pelos humanos, por isso topa entrar na viagem, com a condição de recuperar o seu anzol, um presente que recebeu dos deuses e lhe dava o poder de se transformar em outros animais. Sua real função no filme é ensinar a garota a navegar. Por ter muito medo de fracassar, diversas vezes ele acaba desistindo e tentando fugir, mas “o mar” simplesmente não o deixa. A incrível determinação da garota a todo momento tem de relembrá-lo: a missão deve ser concluída.

E como na maioria dos filmes, temos aquele personagem que só existe para fazer todo mundo rir. Em Moana, esse é o frango Heihei, meio cabeça oca e maluco, que sem querer entrou no veleiro e foi junto. Ele não come, não se comunica, nada. Só anda de um lado pro outro, sem rumo, e engole pedras quase do seu próprio tamanho. Mas é o suficiente, você vai rir.

Juntos, Maui e Moana passam por diversas situações engraçadas e perigosas, além de terem sérios problemas para confiarem um no outro.Ele subestima a capacidade da menina de enfrentar seus medos, de ser persistente e corajosa. Como é pequena, aos olhos do semideus ela não seria capaz de enfrentar alguns inimigos, como um exército de piratas, um caranguejo gigantesco e o monstro de lava Te Ka. E ela o surpreende em todos os pontos por ser capaz de obter sucesso superando todos os obstáculos. No fim, eles se tornam amigos.

Adorei o astral do filme e saí dele querendo mais do que tudo ir à praia, pena que o cinema fica tão longe do mar… Ah, as músicas também são muito legais, já estou baixando algumas aqui. Beijos!

Anúncios

Filmes: O Bom Dinossauro e Snoopy & Charlie Brown: Peanuts

2016 já começa cheio de novidades para amantes de animações e a tendência é ficar cada fez melhor. Fui ao cinema sem esperar nada desses dois filmes, e me surpreendi de formas muito diferentes em cada um deles.

O Bom Dinossauro

E se os dinossauros nunca tivessem desaparecido? De acordo com a Disney, seria mais ou menos assim: eles seriam os seres desenvolvidos e nós estaríamos no papel dos bichos de estimação, haha. O Bom Dinossauro é um filme mais triste e profundo do que eu esperava, semelhante ao Rei Leão, mas também me arrancou muita risada.

Snoopy & Charlie Brown: Peanuts

Uma comédia muito fofa e bem infantil. É engraçado, e simples, como uma história em quadrinhos. O filme gira em torno do Charlie Brown e da menina ruiva pela qual ele se apaixona e quer muito impressionar e das histórias muito loucas do Snoopy, que ele inventa junto com o Woodstock. Assisti com a minha irmã e só posso dizer que é bem diferente das outras animações que já vi em cinemas.

Filme: Frozen, Uma Aventura Congelante

Um dia desses minha irmã, de 7 anos, me pediu para ver Frozen no cinema. Ela já tinha assistido antes com a minha mãe e queria muito que eu visse junto com ela. Logo no início do filme eu entendi o motivo.

A história envolve duas princesas, Elsa e Anna, que eram irmãs muito próximas quando crianças. A mais velha tinha nascido com um dom (poder, magia, sei la) e podia criar neve e congelar as coisas. Certo dia, aconteceu um acidente e Elsa teve de ser trancada em um quarto totalmente sozinha, pois tinha perdido o controle de seus poderes. Depois disso, elas não se falaram mais, Elsa não viu mais ninguém e as portas do castelo não foram mais abertas. Até o momento da coroação da nova rainha, quando tudo começa a dar errado…

Senti muita vontade de ver tudo de novo, mas em inglês. O filme é como um musical, os personagens cantam o tempo todo, mas como é dublado algumas coisas ficam meio bobas. Ao mesmo tempo que a música tem que rimar, deve ter algo a ver com o momento e ás vezes isso se perde ao passar para outra língua. Sentiria falta apenas da voz do Fábio Porchat fazendo o boneco de neve Olaf, que ficou muito engraçado e combinou perfeitamente com o personagem.

É uma adaptação do conto de fadas “A Rainha da Neve” e, como todo filme da Disney, passa aquela mensagem de que no final tudo dá certo e o “bem” sempre vence o “mal”. Apesar desse clichê, saí do cinema impressionada, cheia de lágrima nos olhos e desejando muito ir para algum lugar bem frio, com muita neve. E pelo que ouvi recentemente, eu não fui a única…

Espero que vocês gostem do filme tanto quanto eu, caso resolvam assisti-lo.

9˚ Dia: Sea World

IMG_1457

O parque da linda baleia Shamu! Com um sol escaldante, lá fomos nós. O calor estava insuportável, mas nós sobrevivemos!

IMG_1462

Por algum motivo, alguém mandou escrever “Love God” no céu. Não consegui tirar foto da frase inteira porque quando o avião completou o D, o início do “love” já tinha desaparecido. Ainda me pergunto quem programou isso, mas foi muito legal. A Gi, que não viu completo, ainda acha que foi pra ela, haha.

IMG_1485

Fiquei tão triste por não conseguir tirar foto com a mascote do parque! Mas minha querida mamãe tirou foto dela e conseguiu um autógrafo pra mim.

IMG_1475

Essa era a montanha russa que imitava o nado de uma arraia. Muito legal! Cheia de loopings e curvas inesperadas. Um ótimo começo de parque. A Gi não pode ir e ficou super triste, tadinha.

IMG_1507

Nessa piscina podíamos tocar nas arraias! Elas tem uma pele super macia, e chegam bem pertinho de todos, querendo fazer brincadeirinhas. Uma delas sem querer molhou demais a minha irmã, ela ficou bem brava, haha. Coitadinha, levou um banho!

IMG_1671

Demos uma passada pela Antártica e vimos a simulação do início da vida de um pinguim. Depois, vimos pinguins de verdade! Tinha, inclusive, um Cody, de Tá Dando Onda. Onde eles ficavam era muito, muito frio, não tinha como ficar muito tempo por ali sem correr o risco de ficar doente depois.

IMG_1532

O show foi a coisa mais linda! Todas as baleias estavam fazendo brincadeiras com o público, haha. Elas jogavam água em todo mundo, de propósito! E pulavam beem alto. Muito fofinhas e incrivelmente espertas. Foi impressionante! Ficamos hipnotizados pela graça e beleza desse animal magnífico. Eu nunca imaginei que baleias podiam transmitir tanta alegria e serem tão bem treinadas!

IMG_1621

Esse é o sorvete conhecido como Dippin’ Dots, cheio de bolinhas! É gostoso, mas o dia estava tão quente que logo derreteu e virou sorvete normal. O de chocolate é o melhor!

IMG_1654

Pra vocês verem como estava quente, eu até tive que amarrar o cabelo! Não dava pra suportar. Todo mundo estava passando mal, ainda bem que uma pessoa muito esperta resolveu instalar ventiladores por todo o parque.

IMG_1658

Esse era o taque com tubarões e arraias, onde podíamos alimenta-los com uma comida específica que era um pouco cara… Não valia a pena.

IMG_1672

A melhor montanha russa do parque! Fui três vezes com meu pai, e ela é super legal. Não fica travando o tempo todo, então alcançamos uma velocidade muita alta! Dava pra ver até o parque Aquática lá de cima! O melhor era que os pés iam soltos, então a emoção era bem maior.

IMG_1692

Minha mãe tirou essa foto. Conseguem ver eu e meu pai alí na frente? Tentem localizar um vans vermelho.

IMG_1699

Awn, o show de “comédia” das focas. Meus pais, que não entendem muito de inglês, só riam das palhaçadas que essas duas foquinhas fofas viviam fazendo. A plateia também não se animava muito com as piadas dos personagens, coitados! No final, o leão marinho aparece, e os três fazem uma pequena apresentação juntos, depois saem bem bonitinhos. Fiquei encantada com a rapidez com que as focas respondiam aos comandos dos treinadores, e ainda conseguiam tirar uma com a cara deles!
O dia foi maravilhoso, mas estava muito quente! Como as pessoas conseguem vir aqui em julho? Deve ser insuportável!
Obrigada por ler até aqui, até!

8˚ Dia: Typhoon Lagoon

IMG_1254

Ah, que parque aquático maravilhoso! Cheio de árvores e quiosques de madeira, parecia que eu estava na praia mesmo. O melhor é que todos os caminhos tem sombra, então não tem como queimar os pés! Que beleza!

IMG_1266

Essa era a praia com ondas, bem no meio do parque. A onda era bem grande, mas demoraaaava pra vir. Antes de tudo soava uma apito, sirenes, saía água do barco no alto do parque, e todo corria pro fundo. Era muito divertido! Dava vontade de ficar o dia inteiro nadando naquela água límpida, pegando jacarés. Na saída vimos uma galera entrando no parque com pranchas, provavelmente hóspedes do resort que tinham alguns privilégios.

IMG_1320

Eu nadei com tubarões! E arraias, e todos os peixes mostrados nessa plaquinha ali em cima. Fiquei apavorada, admito. Extremamente agoniada de ver todos aqueles “pexinhos” tão perto de mim e eu cheia de machucados, como sempre. E se um deles resolvesse me perseguir ou sei lá? Vi tudo e saí rapidinho dalí pra acabar com aquela sensação estranha, horrorosa, mas boa ao mesmo tempo. Sim, a vista era linda, os peixes eram magníficos, tudo lindo, maravilhoso.

IMG_1304

Meu pai e a minha irmã amaram! Foram duas vezes e ficaram indo e voltando, vendo todos os mínimos detalhes.

IMG_1355

Esse é o tobo-água mais divertido de todos! Tem 3 caminhos diferentes, um melhor que o outro. Fomos em todos várias vezes e nos divertimos muuuito! Parecia uma montanha russa aquática, nos fazia subir, cair, descer, ir de um lado pro outro. Muito legal!

IMG_1437

Essa é a minha linda irmã com sua amada pringles e a prancha do filme Teen Beach Movie, o mais novo musical da Disney. É tipo um High Schol Musical na praia, haha. Ela mesma que relacionou a prancha com o filme, ninguém tinha notado. Essa minha Gi é muito esperta mesmo!

Desculpem por demorar tanto pra postar alguma coisa, mas aqui todo dia é uma maratona. Acordar cedo, dormir tarde… E quando achamos que podemos relaxar, já está na hora de sair de novo. É a vida, nem na Disney tudo é fácil.

7˚ Dia: Epcot

IMG_0940

Oh, decepção. Eu esperava mais do Epcot, mesmo depois de todo mundo me dizer que é chatinho. Os brinquedos deixam a desejar. A maioria é apenas para ver, por exemplo, como funciona a imaginação, um clipe do Michael Jackson, a história de Procurando Nemo…assim, meio toscos. Coitadas das pessoas que enfrentam filas para ver isso. Mesmo assim, o parque pode te surpreender…

Mission: SPACE

Mission: SPACE

Esse é o melhor brinquedo do mundo! Tem a versão mais intensa e a menos intensa. Sem querer, fomos direto na mais intensa. Foi incrível! Você entra dentro de uma pequena nave espacial, e sente como se estivesse no espaço mesmo! Dá aquele frio na barriga, e até os braços parecem mais pesados. Em uma tela posicionada bem na sua frente dá pra ver tudo o que provavelmente aconteceria fora da nave e os vários botões brilhantes dão uma impressão de realismo. Minha mãe até achou que tínhamos mesmo controle sobre o trajeto, mas na segunda vez ficou claro que era tudo sempre igual. Mesmo assim, a sensação é maravilhosa.

Spaceship Earth

É um brinquedo mais lento, onde vimos a história dos povos de 40000 anos atrás até os tempos de hoje. A parte legal é que o próprio brinquedo tira uma foto do seu rosto e a partir de uma série de perguntas que você responde, monta o seu futuro. O meu seria assim: Uma casa afastada da cidade, com um robô cuidando do meu cachorro/gato e várias viagens em família no meu carro voador abastecido com energia eólica, haha. No final saímos em uma salinha cheia de jogos bem legais, e, é claro, uma loja com coisas bobas e caras.

Os Países

Pra quem não sabe, a maior parte do Epcot não envolve brinquedos, e sim lojinhas, restaurantes e apresentações. Na parte dos países podemos ver a cultura, culinária e alguns pontos turísticos do México, da Noruega, China, Alemanha, Itália, Estados Unidos, Japão, Marrocos, França, Reino Unido e Canadá. Todos repletos de coisinhas caras mas que são quase impossíveis de resistir. Pelo menos alguma coisa você vai comprar! Eu estava me controlando muito bem, até entrar em uma loja todinha dos Beatles no Reino Unido… Se meu pai não tivesse me segurado, eu teria levado a loja inteira, mesmo tudo sendo uma fortuna! Na França comprei um mini torre Eiffel, tava muito fofa e não tão cara quanto é no Brasil.

IMG_1178

O Show Final

Ah, foi a coisa mais linda que eu já vi! Fogos de todas as coras, tipos, tamanhos vindos de toda parte enquanto uma esfera representava o planeta Terra, e em seus continentes dava pra ver imagens do mundo todo, sendo elas bonitas ou não. Foi lindo demais, melhor que a Beira Mar no ano novo! Haha. Pena que não consegui tirar fotos. Valeu muito a pena ficar até as 21h esperando o show começar. Fomos pra casa felizes, mas bem cansados.

Agora notamos que Epcot é um parque que necessita de três coisas: 1. Dinheiro 2. MUITA paciência pra enfrentar filas enormes em brinquedos chatos. 3. Interesse. Se você não está interessado em saber da cultura do resto do mundo, ou assuntos sobre ciências, futuro, universo e tals, vai achar um saco, sim, mas é um passeio essencial pra qualquer um que vá pra Disney.

6˚ Dia: Disney’s Hollywood Studios

IMG_0689

Disney, por que tão quente? Passamos o dia inteiro derretendo! Coitados daqueles que trabalhavam fantasiados, deviam estar morrendo. Falando neles, encontramos váários durante o dia. Conseguimos autógrafos, fotos e eu até dancei com o Buzz! Todos eram muito queridos e extremamente engraçados. Um cara fantasiado de xerife parou e meu deu parabéns, gritando no meio da rua “É claro que eu sabia que seu aniversário foi ontem, como eu pude esquecer?! Ano que vem me avise.”

Poderia comentar sobre todos os brinquedos, pois eram muito legais! Mas vamos falar dos melhores, eles merecem.

 

IMG_3083

Rock ‘n’ Roller Coaster® Starring Aerosmith

Passaria o dia inteiro indo e vindo nessa montanha russa. É muito perfeita! Em alta velocidade damos voltas e mais voltas em uma grande sala escura, com algumas placas fluorescentes destacadas por causa da luz negra pelo caminho, e ainda ouvimos músicas emocionantes! Minha irmã se encantou, foi duas vezes e ainda queria mais. Eu consegui um lugar no primeiro carrinho e o vento era tanto que na foto parecia que eu nem tinha cabelo!

IMG_3081

The Twilight Zone Tower of Terror™

Eu esperava mais, porém não vou desmerecer o brinquedo! Já imaginou ficar preso dentro de um elevador e depois vê-lo cair, assim, do nada? Ai, credo. Mas, é assim que a história começa. Anos após esse acontecimento, as portas do elevador se abrem e os fantasmas tentam te atrair até lá… Chega de história! A vista do último andar é linda e você pode aprecia-la por uns 3 segundos antes de sentir que está caindo. Relaxa! Logo o elevador para, e sobre de novo. Cai, e sobe outra vez. Lá pela quarta vez ele para e fim. Hora de ver a sua cara de apavorado nas fotos lá fora. Haha.

Toy Story Midway Mania!

Mesmo com a fila demorada, vale muito a pena! Fui com a Gi, esperando que não fosse nada demais, mas me surpreendi! É super divertido. Girando no carrinho, ele te posicionará de frente a uma grande tela, e agora, com toda a sua mira e coordenação, mire e puxe a bolinha da arminha para acertar os alvos. A máquina conta os pontos automaticamente, e depois diz quem venceu, neste caso, eu.

Fomos em todos os brinquedos, menos em um dos Muppets, parecia tão chato. É claro que chegando em casa todos estavam mortos de cansaço. Não sei como ainda consigo fica em pé, meus pés parecem pãezinhos morenos. Ainda bem que a cama do hotel é boa e consegue repor todas (ou quase) as minhas energias.

Até amanhã!